terça-feira, setembro 23, 2003

A CERCA DA FEBRE DOS BLOGS

Meus caros a minha entrada de hoje prende-se com esta febre dos Blogs.
Para começar devo, desde já, esclarecer que sou ceptico relativamente ao entusiasmo actual sobre este tema.

Apesar de reconhecer a ireversibilidade do uso das novas tecnologias, tenho reservas que se prendem essencialmente com o afastamento ( fisico ) das pessoas versus proximidade virtual. Um exemplo do que acabo de afirmar é a forma como o promotor deste blog e este escriva se encontram; a mais das vezes apenas por e-mail ou por Blog. Se temos pontos de interesse comum, não será normal estarmos frente a frente ? o que impede de o fazermos ? a comodidade das nossas casas ? a facilidade de contacto virtual ? tenho para mim que nos andamos a enganar.

A noção que todos estamos "ligados" e por isso em contacto é muitas vezes a justificação para não nos encontrarmos. SE fosse um pouco paranóico diria que isto faz parte da estratégia do grande "Satã" para não nos encontrarmos. A presença fisica é revolucionária porque permite acção. Estamos todos a ficar demasiado domesticados. Demasiado "chinelo no pé e dedo no teclado" . A rua está morta porque os Homens deixaram de a percorrer.

Com esta prosa quero dizer que os Blogs que conheço são, na maior parte dos casos, o espelho (global) de narcisistas empedernidos , não permitem interacção e acabam por apenas servir a vaidade do promotor. Se o Acuso não tiver a interacção necessária será exactamente aquilo que acabo de referir e por isso não vejo interesse nenhum em o visitar, ou colaborar.

Meus caros, se estivermos juntos à mesa de um café ( que saudades !!!!! ) todos opinamos, por isso força que o que o Acuso precisa é de opinião.

Um abraço de esperança.


|